Um congresso renovado, espelhando a transformação

Tem muita discussão que permeia a atividade hoje. Da manipulação de informações que viraram escândalo, o uso desenfreado das fake News, a regulamentação dos carros autônomos do Uber, a nova geração de aplicativos ... tudo, enfim, demonstrando claramente a transformação das relações sócias e econômicas, com os clientes sempre na frente. Este é o cenário que apareceu claramente na pesquisa que fizemos com 120 líderes de clientes no Brasil e que foi amplamente discutida e avaliada para ser transformada em objetivo do nosso Congresso ClienteSA 2018, que faz parte da rede internacional da Aloic.

Foram duas horas de discussões acaloradas, muita troca de experiência para se chegar ao objetivo de colocar a atividade de gestão de cliente em um cenário de completa transformação. Aliás, transformações que chegam a toda hora e em 360 graus!!! Assim começou a nascer a agenda que tenta dar uma grande abrangência à pauta da nossa cadeia produtiva, mas que espelhe a necessidade de quem planeja, de quem responde por questões básicas, e operacionais, a quem tem dúvidas e de quem tem questões estratégicas a responder - e planejar. Assim como em nossa reunião, com 16 líderes, em um café da manhã, o modelo do evento foi colocado em pauta e também sofreu alterações - depois de muitas discussões e avaliações - para chegar em um algo híbrido, que associe palestras com alto grau de qualidade e que traduzam conceitos, culturas e conhecimento em rápidos minutos a debates muito técnicos e objetivos. A responsabilidade, para garantir a qualidade e segurar os debates, vai para o colo dos moderadores a escolhidos.

Assim começou a nascer um quase novo Congresso, que tenta fugir muito do que se vê ao propor uma visão nova, uma releitura de assuntos como a prestação de serviços dos outsourcings, à qualificação de provedores de tecnologia e cenários, o terreno que as start ups abrem a passos largos, ocupando espaço deixados por tradicionais - ou criando e ocupando novos espaços no mercado. A grande polêmica da robotização, como pequeno exemplo, que o diga.

O objetivo então do Congresso nasceu em meio a esse turbilhão de conhecimento, informações, discussões, exemplos e moderações: o novo cenário da atividade! No México nosso parceiro IMT ousou falar em A rebelião dos clientes. Talvez não seja tanto. A leitura deve ser a de que a oportunidade das novas relações de consumo que vem nascendo com a transformação dos canais de relacionamento social, abertos pelas novas fronteiras tecnológicas. O cliente está é no centro de tudo isso, como expectador privilegiado. E, na esteira de tudo isso, a transformação sem limites dos cenários, social e econômico. Evidente que o melhor caminho é a mescla de tudo isso, com a experiência que nos trouxe até aqui.

E é sem dúvida o que queremos espelhar - e colocar para reflexão. Esse é o nosso desafio. Com algumas vantagens. Ele está sendo desenhado pelos nossos clientes, grandes experts que querem contribuir com a disseminação, de forma ética e responsável, de conhecimento, dando espaço ao novo. Para nós, a contribuição é de um Congresso que vai se renovando para espelhar as expectativas criadas e contribuir com a evolução da atividade.Bem vindo.

Bem-vindos!

PATROCINADORES

DIAMOND
GOLD
SILVER
 
AÇÃO DE ENCANTAMENTO
 
PROJETO CIA
ARENA DO CONHECIMENTO
PARCEIROS INTERNACIONAIS
APOIADORES
MÍDIA OFICIAL
ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO